Como se preparar para fazer uma boa redação no vestibular?

Para um bom desempenho no vestibular o candidato deve ter uma boa estratégia de estudo.

A Psicopedagoga e professora Ester Chapiro da Central de Professores-Soluções Pedagógicas selecionou dez tópicos e comenta cada um deles, para esclarecer o que é preciso ser estudado e treinado para garantir o maior número de pontos nessa prova.

 

Confira:

  1. Fugir do tema, ou seja, não compreender a proposta de redação.

    Por se tratar de um texto optativo, o candidato deve aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema. Procure ficar sempre dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo que deve ser claro, coeso, simples e convincente.

  2. Texto evasivo.

    Objetividade no texto é essencial, o enfoque do assunto deve ser direto, sem rodeios. Não use expressões introdutórias rebuscadas, chavões sem utilidade prática, ou generalizações, tais expressões desagradam aos examinadores. Opte por uma linguagem simples e objetiva. Fique atento para não deixar frases incompletas ou usar palavras que expressem exageros ou radicalismos.

  3. Emprego de coloquialismo e estrangeirismo.

    A escrita não funciona exatamente do modo como falamos, portanto cuidado ao tentar escrever de maneira "simples", como dito acima, para não exceder na simplicidade. A formalidade deve estar acima do coloquialismo, portanto nunca use gírias, clichês, palavras de baixo calão, abreviaturas e lembre-se: palavras estrangeiras só deverão ser usadas quando não houver outra com o mesmo significado em nossa língua.

  4. Desvios gramaticais.

    É fundamental o domínio do uso da norma padrão da língua escrita. Dê muita atenção à gramática principalmente quanto às questões de concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal e uso dos pronomes. Evite o uso da voz passiva e os verbos no gerúndio..

  5. Falta de argumentos.

    Apontar argumentos convincentes e que façam sentido. Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões de forma coerente em defesa de um ponto de vista. Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. Esse domínio você adquire através da leitura de jornais, revistas e livros. O importante é conseguir, ao escrever, “convencer” o leitor de que tem conhecimentos fundamentados.

  6. Letra ilegível e erros de ortografia.

    O importante é caprichar na caligrafia para que seu texto seja de fácil compreensão para o leitor. Caso a banca exigir letra cursiva, deverá constar no edital, caso contrário você poderá usar a letra de forma, contanto que diferencie as letras maiúsculas das minúsculas e mantenha unidas as letras de uma mesma palavra. Escreva corretamente as palavras, dê atenção à acentuação e a ortografia, um texto sem erros ortográficos é muito mais valorizado.

  7. Falta de coesão.

    Evite ser prolixo. Utilizar muitos verbos para dizer algo que poderia ser dito com um ou dois torna a leitura cansativa e prolixa. Citações, bem como perguntas retóricas, também não costumam ser bem vistas. Demonstre poder de sintaxe, sendo o mais coeso possível. Evite também períodos muito longos e não repita palavras, procure usar sinônimos.

  8. Erros na forma do texto.

    Uma redação deve conter de 20 a 30 linhas, no mínimo, quatro parágrafos e, no máximo, cinco. Um parágrafo para introdução, de dois a três parágrafos de desenvolvimento, e um para a conclusão. Não esquecer de marcar os parágrafos com recuo de aproximadamente dois centímetros da margem, usar hífen ou sublinhado na separação silábica e não pular linha entre um parágrafo e outro.

  9. Erros ou falta de pontuação.

    Os sinais de pontuação servem para marcar pausas ou a melodia da frase. Sem a pontuação adequada um texto pode ficar incompreensível, é preciso conhecer as regras de pontuação para garantir o sentido do texto. Não abuse das exclamações e evite o uso dos parênteses.

  10. Falta de conclusão do texto

    Para uma boa conclusão é imprescindível elaborar proposta de solução ou amenização do problema abordado, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

Treine bastante desenvolvendo temas atuais, no momento da prova mantenha a calma e confie na sua capacidade para atender as exigências deste exame.

Boa prova!