Quando é preciso partir para as aulas particulares?


A principal motivação para a procura por aulas particulares e de reforço, sem dúvida nenhuma, são as notas baixas.
Na verdade as aulas particulares são recomendadas para quando o aluno realmente quer aprender e com isso melhorar seu desempenho escolar.
Alguns alunos procuram logo, quando percebem a dificuldade num determinado conteúdo, porém a maioria espera até que venham as notas baixas para solicitar os serviços.
O ideal é procurar ajuda o mais cedo possível, para não acumular muitos conteúdos a serem estudados.
Os pais e professores precisam estar atentos, se o aluno não tiver um vinculo com a aprendizagem escolar, provavelmente terá que contar com aulas individualizadas.
Existem alunos que têm muita dificuldade de focar na explicação do professor em sala de aula, se distraem facilmente, e por isso não conseguem aprender e se organizar sozinhos, acabam se desmotivando. Isso ocorre de forma inconsciente, não é intencional e os fatores são muitos. Nesse caso é recomendada uma avaliação psicopedagógica para uma investigação das causas do problema e possíveis soluções.
Os pais devem verificar se o aluno está aprendendo realmente, a nota pode ser um indicativo. Os pais ainda poderão observar que quando o aluno sana suas dúvidas e aprende os conteúdos ensinados, acaba por melhorar sua autoestima, seu interesse e logo todo o processo de aprendizagem fica facilitado. Isto ocorre porque os fatores emocionais estão fortemente ligados à aprendizagem e interagem com os fatores orgânicos e cognitivos, quando há uma instabilidade entre estes fatores o aluno não consegue aprender.
O importante é romper com ciclo vicioso que se forma, do aluno não aprender, tirar nota baixa, ter sua estima diminuída, perder o interesse e a atenção e por aí vai...
As aulas particulares quando bem ministradas irão dar o pontapé inicial para uma melhora significativa no do desempenho escolar do aluno, portanto, é sem dúvida, um investimento que vale a pena.

Ester Chapiro- psicopedagoga diretora da Central de Professores- Soluções -Pedagógicas