Como criar filhos que gostem de estudar?

September 12, 2016

Para ajudar os filhos a gostar de estudar é preciso, desde cedo, estimular as atividades lúdicas, fazê-los ter contato com os livros e instigar a curiosidade. Os pais devem demonstrar prazer e entusiasmo nos benefícios da aquisição de um novo conhecimento. Outro ponto muito importante é a valorizar cada nova aquisição, reforçando positivamente o desempenho da criança. Atenção, mesmo quando algo não sai muito certo, a tentativa também deve ser contemplada, pois o erro deve ser encarado como uma tentativa de acerto e, portanto também tem seu valor, uma vez que pretendemos, sobre tudo despertar o desejo de aprender.

Caso a criança tenha alguma dificuldade é importante saber exatamente o que está acontecendo, verificar suas relações com a escola e com a aprendizagem. Atentar para as questões orgânicas, como o sono, a alimentação, uso de medicamentos e todas as condições físicas necessárias para o aprendizado. A parte emocional também tem que ser obsevada, a criança deve estar feliz na escola, caso contrário. não terá bom rendimento escolar. Muitas vezes o aluno diz que não gosta de uma matéria, mas na verdade o que ele não gostou foi da metodologia que foi utilizada para ensinar os conteúdos desta matéria. Talvez com outra metodologia ou com outro professor o aluno passará a entender melhor e gostar da matéria.

O gosto pelo estudo dependerá de como este foi abordado pelos professores, cada novo conteúdo deve estar relacionado aos conhecimentos prévios do aluno com e sua aplicabilidade na prática.

 Incentivar os filhos e a família toda para uma rotina diária é essencial, a disciplina é fator determinante para que consigamos realizar nossas tarefas a curto, médio e longo prazo.  As crianças precisam de ajuda para estabelecer horários e regras que a ajudarão nos estudos e em todas as atividades que for desempenhar por toda a vida. Não há nada melhor do que a vivência, vinculada a uma boa experiência emocional para se aprender. As viagens bem como as visitas a novos locais que estejam associados aos conteúdos estudados na escola trarão resultados significativos no processo de aprendizagem.

Hoje está mais do que provado que o importante é aprender de verdade, entendendo o conteúdo e suas aplicabilidades. Então é imperioso ensinarmos de modo que o conteúdo faça sentido para o aluno. Porém, não podemos negar a importância da memória, ela pode ajudar muito, deve ser estimulada sim, uma vez que não seja usada para a simples repetição de ensinamentos impostos sem uma abordagem crítica e profunda dos temas estudados.

A educação busca a autonomia que deve ser é alcançada de forma gradativa. Não é largando a criança e somente cobrando pelos resultados que conseguiremos torná-las autônomas, é preciso dar suporte e a supervisão dos pais deve ser constante em todo o processo escolar inclusive nas atividades de casa.

Ester Chapiro- Psicopedagoga e diretora da Central de Professores

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Você cobra boas notas do seu filho? Cinco passos para ajudar seu filho a lidar com as pressões escolares.

June 9, 2019

1/7
Please reload

Posts Recentes