• Ester Chapiro

Você cobra boas notas do seu filho? Cinco passos para ajudar seu filho a lidar com as pressões escol

Como se não bastasse todas as mudanças físicas e emocionais, o adolescente ainda se encontra em um período de intensas pressões e desafios acadêmicos.


Normalmente a pressão por sucesso na escola é grande, como se esse resultado fosse sinônimo de sucesso na vida...


O jovem se sente cobrado e sente como se tudo isso tudo fosse definitivo.

Tipo, é agora ou nunca!

Tudo é vivido de forma muito intensa.


Ele acredita que precisa mostrar resultados: uma dificuldade, notas baixas, recuperação ou reprovação podem tomar dimensões de fracasso o que é muito difícil de ser tolerado, e diante de um resultado ruim, se julga incapaz e pode acabar desistindo e assim realmente por tudo a perder...


Às vezes, as pressões vêm do próprio adolescente, que se cobra muito, mas também dos pais, dos professores, dos colegas, da escola e de todos .


O fato é que essas pressões acabam por prejudicar o rendimento escolar do aluno, pois contribuem por crenças negativas a cerca de si mesmo e daquilo que ele é capaz.


Existem formas da família contribuir para diminuir estas pressões e ajudar este jovem a melhorar seu desempenho acadêmico.



Como podemos ajudar:


1. Quando fazemos com que o adolescente perceba que os fracassos fazem parte do processo de aprendizagem e de crescimento e que são etapas para o sucesso.

Que tal pedir para que reveja e perceba os fatos, comportamentos e ações que impediram que ele conquistasse o que queria.

Pergunte: o que ele poderá fazer para ter um resultado melhor?

2. É muito importante que você não o julgue e procure apoiá-lo.

Perceba e deixe que se expresse verbalmente quando se encontrar numa situação que ultrapassa seus próprios limites.

Dialogue, assim será possível encontrarem juntos, o meio termo, e um caminho para melhores resultados.

Procure enxergar seus acertos, valorizá-los mesmo que forem pequenos, e fazê-lo entender que seus erros podem ser corrigidos, dando lugar a novas atitudes.

3. Ajude-o a assumir responsabilidade sobre o que ele deseja e partir para as ações que o levem para isso.

Um adolescente responsável cumpre com seu dever e respeita os direitos dos outros.

4. Avalie com ele se há necessidade de algum profissional para que seu desempenho fique melhor.

5- Confie no seu filho, ofereça ajuda verdadeira.

O equilíbrio entre lazer, horas de sono e descanso e estudos, é fundamental para o bom rendimento.

Adolescentes ainda tem muita dificuldade em fazer planejamento.

Você pode ajudá-lo muito a ver com clareza seu comportamento e juntos construírem um plano de ação para que tudo fique na medida certa.

Com certeza, mais com mais orientação, o desempenho do seu filho ficará muito melhor e a pressão não irá mais ser tão forte.


O que você achou do texto? Se inscreve no blog e deixe seu comentário.

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • Mente Aberta

Rua da Conceição, 105 sl. 401- Centro  - Rio de Janeiro

© 2016 por CENTRAL DE PROFESSORES